A PROFESSORA E O ÍNDIO


Era uma vez uma professora com o seu espanador e um borrifador cheio de perfume enrolada com plumas em seu pescoço, vestida com meias brancas e sua bermuda GG.
Apanhou o funil que estava no chão e a máquina fotográfica para se fotografar. Guardou tudo na bolsa vermelha e foi para a escola. Quando virou a esquina encontrou um índio com um pau de chuva na mão. Sabendo que o índio poderia atacá-la, deu-lhe para beber a água de sua garrafa e um pompom para fazer a dança da chuva, ritmado pelo cabuletê.
Após cair a chuva a professora entrou em seu carro e foi assistir o jogo em Brasília com seu kit torcedor.
Tirim, timtim e a história chegou ao fim.


 
Lar Fabiano de Cristo
Um Grão
Salutar
 
Copyright © 2012 - Todos os Direitos Reservados ao Lar Fabiano de Cristo