O GUAXINIM DORMINHOCO


Era uma vez um guaxinim branco, que tinha um irmão gêmeo. Ele precisava de um funil para encher uma garrafa com leite. O guaxinim, depois que mamava, dormia com o barulho do pau de chuva. Antes a mãe contava a história do carrinho vermelho que estava dentro da meia e ao lado da bermuda.
Sua mãe registrou o momento do sono com a máquina fotográfica e, em seguida, pegou sua bolsa vermelha e foi às compras. Comprou um borrifador para aguar as plantinhas.
Quando chegou em casa, percebeu que a mesma estava muito suja. Resolveu limpá-la com o espanador porque ia receber visitas importantes. Enfeitou a casa com pompom dourado. Recebeu as visitas ao som do cabuletê.
Tirim, tintim, a história chegou ao fim.


 
Lar Fabiano de Cristo
Um Grão
Salutar
 
Copyright © 2012 - Todos os Direitos Reservados ao Lar Fabiano de Cristo